palíndromo anti-americano

Consegui, hoje, este palíndromo:

EUA, O MAU E ELEVADO REI, FARÁ EDUCADO FOSSILIZAR BRAZIL. ISSO FODA CU DE AR, AFIE RODA, VELE, EU AMO AUÊ

Observe-se que a grafia de Brasil à americana, Brazil, confirma a visão anti-americanista e, por consequência, pró-brasílica.

a turma do adolfo deu no meu escrete

torrou o meu croquete

fritou de um a sete

tantas tantãs

Tantas tantãs

Se tuas bastas cãs te bastam
pra não te achares tantã
muita rã, porque coaxa,
sã se acha
e não acha que é rã…

palíndromo

Consegui hoje este palíndromo. O significado está para ser determinado, como sempre. Eu mesmo fico à espera de alguma luz. Ei-lo:

ÓTIMO VOTAR PORÁ COMO CLARO MAL A MORAL COMO CARO PRATO VÔMITO

Alguém se habilita a lhe pôr e propor algum significado?

epifania

Tive outro dia uma epifania. Ou quase. Na iminência de completar 65, descobri, num lampejo, que não cresci além dos 5. Afirmação algo redundante, pois quem me vir, verá, sem equívoco. Nada de mais, nada de menos. Mas fiquei feliz ao saber, agora que o viver dá vez e vezo à vetustez, e lucidez e maluquês se entremesclam, ou misturam, pegando carona com o terrícola extratosférico das raízes e seixos, o tal do Seixas, Raul.
Mas a questão da epifania, mais que um insight, é que o conhecimento só o é quando formulado em palavras; quer dizer, para que seja por nós apropriado, tomado posse, precisa ser palavreado.
E me lembrei deste poemeu:

por que te queixas
se teus olhos
duas ameixas
eu devoro com os meus?